Cotidiano 

Criança de Ubiratã morre na Santa Casa de Campo Mourão e mãe diz que foi por erro médico

Um menino de 3 anos morreu na noite de segunda-feira (02), no Hospital Santa Casa de Campo Mourão e a mãe acusou o hospital de negligência. A família mora em Ubiratã e a criança, de iniciais G de S. R., vinha sendo acompanhada há algum tempo pelo hospital, mas com atendimento prestado em Curitiba.

 

Em meio à polêmica gerada pelo óbito, a diretoria da instituição concedeu uma entrevista coletiva hoje de manhã para apresentar a versão dos fatos. O Diretor Clínico da Santa Casa, Dr. Edson Michalkiewciz falou que todos os procedimentos cabíveis para tentar salvar a vida da criança foram feitos.

 

Segundo ele, a angústia da mãe ao acompanhar de perto o trabalho da equipe médica e a falta de conhecimento sobre os procedimentos e equipamentos utilizados, fez com que ela acreditasse que o hospital foi negligente. “Era uma criança com paralisia cerebral e tinha dificuldade auditiva e de fala. Sofria de asma crônica, pneumonia de repetição e vinha sendo atendida em Curitiba há algum tempo, onde não foi possível fechar um diagnóstico. Todos os procedimentos possíveis foram realizados, mas infelizmente ela não reagiu”, disse o médico.

 

A mãe, identificada pelas iniciais E. M. P., fez criticas ao atendimento, dizendo que o filho recebeu medicação errada (Berotec) e que o aparelho denominado Oxímetro (destinado à aferição dos sinais vitais) não estava funcionando direito. Por não funcionar corretamente, ela acredita que ao filho acabou recebendo medicação errada.

 

O médico, porém, garante que tudo estava dentro da normalidade.

Fonte: Tribuna do Interior/Clodoaldo Bonete

 

Comentários
Compartilhe!
%d blogueiros gostam disto: