Desenvolvimento de Ubiratã foi pauta de compromissos do prefeito Baco em Brasília

O prefeito Haroldo Fernandes Duarte – Baco esteve esta semana em Brasília, acompanhado do secretário municipal de Obras, Reginaldo Retamero e do assessor de Convênios, Márcio Vanderlinde, onde percorreram diversos Ministérios, setores do Governo Federal e gabinetes de Deputados Federais e Senadores para tratar de diversos assuntos referentes ao desenvolvimento de Ubiratã e fazer reivindicações para o município.

DEPUTADO FRANGÃO
Em visita ao gabinete do Deputado Federal Hermes ‘Frangão’ Parcianello, foi protocolado algumas demandas para o município. O parlamentar também já deixou carimbado e viabilizado para ser empenhado para esse ano, a destinação de emenda de mais de R$ 1 milhão para revitalização da Avenida João Medeiros, entre o portal do trevo norte até a Av. Yolanda, com recape asfáltico, calçadas ecológicas e paisagismo. E também R$ 1 milhão de reais para recape asfáltico sobre as pedras irregulares nas ruas da Vila Recife, em continuidade ao projeto de recape que já está em processo licitatório no valor de R$ 700 mil.

TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO
Outra reunião importante foi no TCU – Tribunal de Contas da União, onde a comitiva de Ubiratã foi atendida pelo secretário do TCU, Dr. Luiz Gustavo, que já foi chefe do escritório do TCU no Paraná. A pauta em questão foi com referência ao pleito que o município de Ubiratã vem questionando quanto ao repasse do FPM – Fundo de Participação dos Municípios, em função da não contagem populacional por parte do IBGE. Foram fornecidas orientações pontuais para que o município possa continuar tomando as providencias quanto a essa questão.

MINISTÉRIO DA SAÚDE
No Ministério da Saúde, o prefeito foi recebido pelo ministro Ricardo Barros e pelo assessor Luciano Carli, onde a pauta foi tratar da liberação dos recursos para a evolução de duas obras que já estão em andamento: a ampliação da Unidade de Saúde Vila Esperança e do NASF – Núcleo de Apoio à Saúde da Família e também foi solicitado o repasse de recursos para ampliação da Unidade de Saúde Panorama, cujos projetos já se encontram aprovados e encaminhados ao Ministério.

SENADOR ÁLVARO DIAS
O prefeito Baco e sua comitiva também foram recebidos em Brasília pelo Senador Álvaro Dias. Na oportunidade foram apresentados novos pedidos para o município de Ubiratã e também reforçado a solicitação para liberação de recursos da segunda etapa de obras de revitalização do Estádio Municipal Claudinão. A primeira etapa está em fase de execução com recursos através de uma emenda do senador Álvaro Dias.

FNDE
Em reunião agendada no FNDE – Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação foi tratado assuntos referentes a prestação de contas de obras de unidade educacionais como a reforma do CMEI Nossa Senhora Aparecida de Yolanda, Super Creche e Quadra Esportiva na Escola Dr. Gentil Toledo. Ainda foram tratados sobre saldo de convênio e utilização de rendimentos para que sejam aplicados na finalização da quadre poliesportiva.

MINISTÉRIO DO TURISMO
No Ministério do Turismo, a pauta foi o pleito de recursos para conclusão da Praça Japão, pois ainda resta o repasse de 20% dos recursos para a finalização da obra.

DEPUTADO EVANDRO ROMAN
O prefeito Baco visitou o gabinete o deputado Federal Evandro Roman onde protocolou novas demandas, solicitando recape asfáltico, aquisição de maquinários, melhoria de infraestrutura na cidade como asfalto, recape sobre pedras irregulares e também investimentos para o esporte. O prefeito Baco também agradeceu ao deputado Roman que articulou e indicou o município de Ubiratã para ser contemplado com o convênio de mais de R$ 2 milhões para obras de infraestrutura através de parceria com a Itaipu.

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL

O prefeito Baco apresentou algumas reivindicações do município para que sejam priorizados no orçamento da União recursos para construção de um local para o CREAS, reforma do Restaurante Popular, reforma do Centro de Convivência de Idosos, que são propostas que já foram apresentadas e que necessita que sejam priorizadas no orçamento da União para que possam ser contratadas.

Comentários