Divulgado as doenças e agravos que mais atingiram os ubiratanense no ano de 2017

A Dengue, transmitida pelo mosquito Aedes aegypti, foi a doença que mais vitimou ubiratanense em 2017: 61 casos, número bem menor do que o registrado em 2016 quando atingiu 422 pessoas. Ainda foram registrados 105 acidente de trabalho (notificação paralela), 8 casos graves de acidente de trabalho e 5 por meio de material biológico. Ainda foram contabilizados 34 acidente por animais peçonhentos, 13 casos de intoxicação exógena, 13 casos de Sífilis não especificada, 8 de Sífilis em gestante, 8 de meningite e 54 de violência interpessoal/autoprovocada. Ainda foram registrados 9 ocorrência de contagio por HIV, 4 de Hepatite B, 3 de Ler/Dort, 2 casos de Tuberculose, 2 Sífilis congênita e um caso de febre amarela, varicela,

Essas informações integram a Lista Nacional de Notificação Compulsória de doenças, agravos e eventos de saúde pública nos serviços de saúde públicos e privados em todo o território nacional, as quais foram informadas pela Secretaria Municipal de Saúde, sendo as fontes notificadoras (Unidades de Saúde, PSF, Hospitais, Laboratórios, Creas, entre outros).

Comentários