Conheça os Símbolos Municipais de Ubiratã

BRASÃO DE ARMAS

O escudo é encimado por uma coroa de mural de oito torres em prata, com as portas em sable (preto) das quais cinco são visíveis. A coroa disposta sobre o escudo representa a autoridade do município de Ubiratã. As flechas com pontas para o alto, em amarelo, representam os primitivos habitantes da região onde foi fundada a cidade: a cor simboliza nobreza, magnitude e riqueza. A árvore em verde (denominada pau-ferro na língua tupi-guarani quer dizer Ubiratã): indica o topônimo da cidade, a cor simboliza esperança, fé, liberdade e pujança). A flor-de-lis representa liberdade e a pureza do povo, de cor branca simboliza a integridade, obediência, paz e a ordem. Na parte inferior, o capacete na cor preta representa a pujança da indústria e do comércio, simboliza prudência, vigor, honestidade. Circundando o escudo, a bordadura amarela indica a riqueza do município; e os elos na cor vermelha significam a união do povo de Ubiratã. O ramo de soja frutificado, o de milho, as hastes de trigo e o frango representam as riquezas agrícola e avícola do município. A lista em branco destacando o nome Ubiratã e as respectivas datas são da criação, do topônimo e instalação do município. O Brasão de Armas do município é usado para timbrar papéis e documentos oficiais da Câmara Municipal e da Prefeitura.

BANDEIRA

A bandeira do município de Ubiratã compõe-se de três faixas horizontais iguais. A superior na cor azul, no meio de cor branca e na parte inferior na cor vermelha. No centro é aplicado o Brasão de Armas do Município.

HINO DE UBIRATÃ

(letra e musica de Sebastião Lima)

No verde planalto, floresceu,
Ubiratã, imponente e majestosa,
Qual um novo elo que nasceu,
Integrando esta terra dadivosa.

Bela, amada e gentil,
Outra mais linda não há
Cantinho feliz do Brasil,
Entre os lados do Paraná.

Com a marca radiante do sucesso,
No caminho rumo ao progresso,
Ubiratã, estimado rincão,
Viverá sempre em nosso coração.

Honra e glória aos fundadores
Que nos deram este esplendor,
A eles, nossos louvores,
Pelos feitos de intenso labor.

Bela, amada e gentil,
Outra mais linda não há
Cantinho feliz do Brasil,
Entre os lados do Paraná.

Tuas portas sempre abertas,
Prontas estão a receber
Os que buscam rotas certas
E os caminhos felizes do viver.

Comentários