Operação descobre fraude de R$ 9 milhões contra a Copel

Três pessoas foram presas em uma operação na manhã desta terça-feira, em Ipiranga, na região dos campos gerais. Eles são suspeitos de fraudar provas para ganhar ações que eram movidas por agricultores contra a Companhia de Energia Elétrica do Paraná.

Um advogado e um perito particular foram presos e foi decretada a prisão domiciliar a uma advogada que teve bebê recentemente. Pelo menos R$ 1 milhão foi comprovadamente desviado pelo trio, mas a investigação apura a participação dos suspeitos em outras centenas de ações e os valores podem chegar a mais R$ 9 milhões, em prejuízo para a Copel.

Com os três, os policiais apreenderam computadores, HD’s, telefones celulares e diversos documentos que passarão por perícia.

Segundo as investigações da polícia civil, os suspeitos procuravam fumicultores perguntando se eles teriam interesse em entrar com ações na justiça contra a Copel, alegando perda de produtos devido à falta de energia. O perito envolvido anexava laudos falsos aos processos e acabavam ganhando a causa na justiça, com pedido de indenização. Pelo menos 143 laudos têm indícios de fraudes, segundo a polícia.

Os três responderão pelos crimes de falsa perícia, falsidade ideológica e associação criminosa.

Repórter Karina Bernardi – CBN Curitiba

Comentários