Banco Central proibiu trocar as notas com carimbo “Lula Livre”? NÃO

Uma coisa é dizer que carimbar cédulas de dinheiro é crime. Outra é mentir afirmando que a rede bancária não está autorizada a trocar as notas rasuradas.

Essa segunda afirmação foi o conteúdo de um boato repassado, principalmente pelo WhatsApp, nesta quarta-feira (3), após viralizar nas redes sociais um vídeo que mostrava um homem carimbando cédulas de dinheiro com o rosto do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a mensagem “Lula Livre”.

Pelo boato, o Banco Central (BC) teria acabado de divulgar um comunicado dizendo que a rede bancária estaria proibida de trocar as notas carimbadas. O texto dizia:

“Atenção: Banco Central acaba de divulgar que a rede bancária está proibida de receber notas com o carimbo Lula Livre. Que se receber tais notas, os Bancos, deverão chamar a polícia. O portador estará sujeito ao enquadramento no artigo 163 do Código Penal que trata do crime de rasura em papel moeda”.

Em reação à difusão dessa mensagem, o BC confirmou que a informação era falsa. Quem receber as cédulas poderá trocá-las na rede bancária.

“Cédulas com rabiscos, símbolos ou quaisquer marcas estranhas continuam com valor e podem ser trocadas ou depositadas na rede bancária. As notas descaracterizadas apresentadas na rede bancária serão recolhidas ao Banco Central, para destruição. O Banco Central incentiva que as cédulas sejam preservadas, afinal a fabricação de cédulas e moedas gera custos para o país e sua reposição elevará ainda mais esse custo”, diz o BC em comunicado.

 

Fonte: Gazeta do Povo

Comentários