Árbitra de Goioerê irá apitar Mundial Feminino de Futebol Sub-20 na França

Escolhida pela FIFA para representar o quadro de arbitragem da CBF e da Conmebol na Copa do Mundo Feminina Sub-20, Edina vai representar a arbitragem brasileira na competição, ao lado das assistentes Neuza Back e Tatiane Sacilotti.

O sonho de participar de um Mundial não é restrito aos jogadores de futebol. A árbitra Edina Alves Batista comprova que esse desejo é compartilhado por todos os envolvidos no espetáculo do futebol.

Assistente Neuza Ines Back, árbitra Edina Batista e assistente Tatiane Sacilotti – Treinamento intensivo na Granja Comary. Foto: Kin Saito/CBF

Escolhida pela FIFA para representar o quadro de arbitragem da CBF e da Conmebol na Copa do Mundo Feminina Sub-20, Edina vai representar a arbitragem brasileira na competição, ao lado das assistentes Neuza Back e Tatiane Sacilotti.

Fiquei extremamente feliz e honrada por poder juntamente com minhas assistentes Neuza Back e Tatiane Sacilotti poder representar meu país neste importante evento. O sentimento é de gratidão a todos que acreditaram em mim e me permitiram ascender na arbitragem, podendo, hoje, viver momentos únicos como este, destacou a goioerense.

Edina explica que esse momento é um marco em sua carreira dentro da arbitragem.

Será meu primeiro mundial. Poder estar ao lado das grandes árbitras da FIFA, compartilhar experiências e evoluir profissionalmente são momentos muito importantes para mim. Além de ter a oportunidade de poder arbitrar as melhores seleções da categoria no momento comentou.

Em abril deste ano, o trio esteve presente na disputa da Copa América Feminina. Assim como também representaram o Brasil na Copa Libertadores Feminina 2017. O acumulo de experiências internacionais vem dando cada vez mais visibilidade a arbitragem feminina. A equipe também está na lista de arbitragens pré-selecionadas para a Copa do Mundo FIFA Feminina 2019.

Acredito que tanto as árbitras que buscam se firmar na arbitragem quanto as pessoas que comandam as comissões estão trabalhando no sentido de oferecer mais qualidade dentro de campo e dar oportunidade as mulheres que realmente levam a sério esta atividade e buscam evoluir dentro dos pilares físico, técnico, social e mental”, completou Edina.

O Mundial Feminino Sub-20 na França, será realizado de 5 e 24 de agosto, e terá a participação da Seleção Brasileira, que integra o Grupo B da competição.

Comentários