Atleta ubiratanense marca três gols e Foz do Iguaçu se consagra campeão do futsal feminino da 31ª edição dos Jogos da Juventude do Paraná

Nesta quarta-feira (17), a equipe de Foz do Iguaçu sagrou-se a grande campeã do futsal feminino da 31ª edição dos Jogos da Juventude do Paraná, divisão B, após vencer Manoel Ribas por 7×3.

Com três gols a ubiratanense Kauane de Jesus Retamero, capitã e uma das destaques da equipe ajudou o Foz a levantar a taça de campeão.

O terceiro lugar ficou com o time de Céu Azul que venceu Campina Grande do Sul por 4 a 1.

Foz do Iguaçu, campeão futsal feminino. (Foto: Thaise Oliveira/SEET-PR)
Foz do Iguaçu, campeão futsal feminino. (Foto: Thaise Oliveira/SEET-PR)

O JOGO
Antes mesmo de a bola rolar já era esperado um confronto de muita qualidade e emoção, afinal, dias atrás as duas equipes se enfrentaram na busca pelo título do Campeonato Paranaense sub-17, em Foz do Iguaçu. Lá, o time visitante venceu por 5 a 4 e ficou com o troféu de ouro. Dessa forma, para as meninas da fronteira, o título da competição serviria também para amenizar a dor por perder o título em casa. Para Manoel Ribas, era a chance de conquistar mais um título no mês.
Como imaginado, a partida foi pegada. As duas equipes trabalhavam bem a bola e apertavam a marcação. Aos oito minutos, Manoel Ribas abriu o placar com Ana Caroline. Sem deixar se abalar, Foz foi pra cima chegando ao empate e a virada com Ingrid.

Final futsal feminino entre Manoel Ribas e Foz do Iguaçu. (Foto: Thaise Oliveira/SEET-PR)
Final futsal feminino entre Manoel Ribas e Foz do Iguaçu. (Foto: Thaise Oliveira/SEET-PR)

No segundo tempo, o jogo continuou muito movimentado com os dois grupos trabalhando as jogadas e finalizando com perigo. Em um descuido da defesa iguaçuense, Maria Laura aproveitou a falha de marcação e deixou tudo igual novamente. Aproveitando o momento, Julia voltou a deixar Manoel Ribas na frente com apenas cinco minutos de bola rolando.

Entretanto, a equipe da fronteira estava determinada a buscar o título. As atletas ergueram a cabeça e agiram como se o jogo havia acabado de começar. Respiraram fundo e Kauane voltou a igualar o marcador e 27 segundos depois, Ingrid virou. Com a vantagem no placar, Foz cresceu em quadra e dominou a partida. A atleta de Ubiratã, Kauane marcou mais duas vezes, aos 31 e aos 33 minutos.

Kauane comemorando um dos três gols que marcou na partida. (Foto: Thaise Oliveira/SEET-PR)
a ubiratanense Kauane comemorando um dos três gols que marcou na partida. (Foto: Thaise Oliveira/SEET-PR)

Em seguida, Ingrid se chocou com a goleira Larissa, levou o segundo cartão amarelo e foi expulsa. Com uma atleta a menos, a preocupação de Foz era não deixar Manoel Ribas se aproveitar do momento, porém o contrário aconteceu. No nervosismo, as atletas manoel-ribenses perderam a bola e no contra-ataque, Erica, que havia acabado de entrar, fechou o placar.
“É gratidão e muita alegria. Infelizmente não conseguimos ganhar delas em casa, mas aqui fizemos um belo trabalho, conseguimos impor o nosso jogo e mostrar quem é Foz do Iguaçu mesmo. Me sinto honrada em poder fazer os gols e ajudar. É um grupo muito unido que luta pelos objetivos todos os dias, com muito amor à camisa e união, hoje nós conseguimos”, disse a capitã Kauane após a conquista.


Festa de Foz do Iguaçu, campeão da modalidade. (Foto: Thaise Oliveira/SEET-PR)
Festa de Foz do Iguaçu, campeão da modalidade. (Foto: Thaise Oliveira/SEET-PR)

A técnica Mayara Aguineli, afirmou que já esperava chegar a final junto com Manoel Ribas devido o equilíbrio dos dois times. E para o confronto nos Jogos da Juventude, o grupo entraria em quadra diferente de como entraram na final do Paranaense sub-17. “Em casa foi doloroso, fizemos a melhor campanha da competição, mas na final infelizmente não conseguimos o título. Aqui viemos com um espírito diferente, resolvemos que ninguém iria tirar isso da gente. Tecnicamente sabíamos que éramos meio iguais, duas equipes competentíssimas com duas técnicas que trabalham diariamente para isso acontecer só que precisamos de uma energia diferente, superar na raça e na vontade mesmo”, falou.

Segundo a comandante, o grupo veio com objetivos que iam sendo mudados ao longo da competição. E quando ele se tornou conquistar o título precisaram trabalhar com o que cada uma tinha de melhor. “A gente vem com vários objetivos. O primeiro era passar a primeira fase, depois conquistar o acesso, em seguida chegar à final e hoje conquistar o título. Na emoção do jogo todo mundo fica um pouco nervoso e quer mostrar o resultado, é o meu trabalho e o delas, mas a conversa que tivemos antes fez a diferença. A nossa vontade mostrou que o time estava muito focado”.

Técnica Mayara Aguineli após a conquista. (Foto: Thaise Oliveira/SEET-PR)
Técnica Mayara Aguineli após a conquista. (Foto: Thaise Oliveira/SEET-PR)

Finalizando, Mayara citou a união da equipe campeã, fator determinante para a conquista. “Durante o ano fomos jogando em várias competições e foi aumentando essa vontade de chegar juntas e coroar o elenco. Sempre conversamos que esse título não é de um, é do grupo, é de Foz, e isso melhorou muito o grupo”, disse a técnica.

Confira a classificação final do futsal feminino na 31ª edição dos Jogos da Juventude, divisão B, em Chopinzinho.
1º lugar: Foz do Iguaçu
2º lugar: Manoel Ribas
3º lugar: Céu Azul

Manoel Ribas, vice-campeão do futsal feminino. (Foto: Thaise Oliveira/SEET-PR)
Manoel Ribas, vice-campeão do futsal feminino. (Foto: Thaise Oliveira/SEET-PR)


Os Jogos da Juventude do Paraná são promovidos pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Esporte e Turismo com apoio do município de Chopinzinho.

Acompanhe mais informações sobre o esporte do Paraná em: esporte.pr.gov.br
Visite e siga a fanpage dos JOJUPS: facebook.com/jogosdajuventudeparana
Visite e siga a fanpage da SEET: facebook.com/seetparana

COM/JOJUPS
Thaise Oliveira

Comentários