Saúde 

Alto índice de infestação indica risco de epidemia de dengue em Ubiratã

O Levantamento de Índice Rápido do Aedes aegypti realizado no mês de janeiro em Ubiratã, pela Secretaria Municipal de Saúde, indicou alto risco de epidemia no município. O primeiro levantamento (LIRAa) do ano ,realizado entre os dias 7 e 11 de janeiro, indicou um índice alto de 4,9% de infestação do Aedes Aegypti mosquito transmissor da dengue que também é responsável por casos de Chikungunya e Zika.

A região do bairro Jardim Josefina é a que mais preocupa. Dos imóveis vistoriados, em 12% deles foram encontrados focos do Aedes Aegypti. No distrito de Yolanda, o levantamento de índice apontou 10,42% dos imóveis visitados com larvas. O índice tolerável pela Organização Mundial da Saúde (OMS) é de 1%.

Depósitos de água irregulares (baldes, tambores, caixa de água), vasos de flor, bebedouros de animais, recipientes descartáveis; além de materiais em terrenos com construção, lonas, lixo, sucatas e pneus, são alguns dos locais mais frequentes com focos do mosquito Aedes aegypti encontrados pelos agentes de saúde em residências e terrenos baldios.

Esse é o período mais complicado do ano e requer atenção redobrada, pois as frequentes chuvas seguidas de calor forte auxiliam na proliferação das larvas do mosquito. Sendo assim, todo cuidado é pouco para não deixar água parada em casa, e para evitar este problema é necessário que cada morador faça uma vistoria em seu imóvel periodicamente e elimine possíveis criadouros.

No ano de 2018 foram notificados 53 casos suspeitos de dengue em Ubiratã, sendo que todos tiveram resultado como negativo. Em 2019 já foram notificados 02 casos suspeitos de dengue e os 02 foram negativos.

CONFIRA ABAIXO, OS BAIRROS COM SEUS ÍNDICES E OS LOCAIS ONDE MAIS FORAM ENCONTRADOS FOCOS:

LOCALIDADES

– SÃO JOÃO (índice 20,00%)

– JOSEFINA (índice 12,00%)

– YOLANDA (índice 10,42%)

– BOA VISTA (índice 7,00%)

– ESPERANÇA (índice 6,56%)

– CENTRAL (índice 4,72%)

– SÃO JOAQUIM (índice 4,20%)

– PANORAMA (índice 3,67%)

– RECIFE (índice 1,77%)

LOCAIS ONDE MAIS FORAM ENCONTRADAS LARVAS

– LIXO, RECICLÁVEIS, LONAS, SUCATAS – (53,5%)

– VASO DE FLOR, BEBEDOURO DE ANIMAIS, BALDE – (20,9%)

– CAIXA DÁGUA, TAMBOR, TANQUE, PISCINA – (11,6%)

– PNEUS – (11,6%)

– TRONCO DE ÁRVORE, POÇA D ÁGUA, BROMÉLIA – (   2,3%)

Compartilhe!