Saúde 

Campanha de vacinação contra a gripe teve início em Ubiratã

Teve início nesta quarta-feira (10), a Campanha de Vacinação contra a Influenza (gripe), que acontecerá no período de 10 de abril a 31 de maio de 2019, sendo 4 de maio, o dia de mobilização nacional.

ESTE ANO A CAMPANHA SERÁ REALIZADA COM DOIS PERÍODOS DIFERENTES:

No período de 10 a 18 de abril, serão vacinadas as crianças na faixa etária de 6 meses a menores de 6 anos de idade (5 anos, 11 meses e 29 dias), as gestantes (em todas as idades gestacionais), as puérperas ( mulheres até 45 dias após o parto), na ocasião, também ocorrerá a atualização da Caderneta de Vacinação com a oferta das demais vacinas do Calendário Nacional de Vacinação.

A partir de 22 de abril, a vacinação contra influenza (gripe) ocorrerá com a mobilização de todos os grupos prioritários, indivíduos com 60 anos ou mais de idade, crianças na faixa etária de 6 meses a menores de 6 anos de idade (5 anos, 11 meses e 29 dias), gestantes, puérperas, trabalhadores da saúde, professores das escolas públicas e privadas, povos indígenas, grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais.

Os grupos da população que serão vacinados devem procurar a unidade de saúde mais próxima da sua residência nas respectivas datas para receber a vacina.

A Campanha de vacinação contra influenza tem o objetivo de reduzir as complicações, as internações e a mortalidade decorrentes das infecções pelo vírus da influenza, na população alvo para a vacinação. Além de atualizar a situação vacinal de crianças, gestantes e puérperas, já que na oportunamente, também serão disponibilizadas as demais vacinas do Calendário Nacional de Vacinação para atualização da Caderneta de Vacinação da criança e da gestante. Esta ação busca o resgate e vacinação de não vacinados, por considerar o risco para as doenças imunopreveníveis.

A DOENÇA

A influenza (gripe) é uma doença respiratória infecciosa de origem viral, que pode levar ao agravamento e ao óbito, especialmente nos indivíduos que apresentam fatores ou condições de risco para as complicações da infecção (crianças menores de 5 anos de idade, gestantes, adultos com 60 anos ou mais, portadores de doenças crônicas não transmissíveis entre outras condições clínicas especiais).

É muito importante que os pais levem seus filhos a unidade de saúde mais próxima para receberem a vacina de preferência já no início da campanha para que as crianças estejam imunizadas o quanto antes, tendo em vista a chegada do período de temperaturas baixas.

A vacinação contra o vírus influenza em gestantes é uma estratégia eficaz de proteção para a mãe e para o lactente. Estudos realizados com acompanhamento de bebês de mães vacinadas durante a gestação demonstraram haver proteção contra influenza nos primeiros seis meses de vida. Além de proteger a mãe, a vacinação durante a gestação reduz o impacto da doença em bebês e o risco de hospitalização.

Segundo a ANVISA as vacinas influenza trivalentes a serem utilizadas no Brasil a partir de fevereiro de 2019 deverão conter, obrigatoriamente, três tipos de cepas de vírus em combinação e dentro das especificações estabelecidas pela Organização Mundial de Saúde. As vacinas influenza trivalente são (fragmentadas e inativadas). É importante destacar que pelo fato de serem fragmentadas e inativadas não a nenhuma possibilidade da vacina causar a gripe no paciente. A vacina contra influenza é altamente eficaz e pode ser administrada na mesma ocasião de outras vacinas ou medicamentos.

Em caso de febre ou algum problema de saúde fale com a enfermeira responsável pela sala de vacinas da unidade para maiores esclarecimentos.

Comentários
Compartilhe!