Ubiratã 

VÍDEO: Palestra sobre como prevenir situações de risco em relação a crianças e adolescentes foi realizada em Ubiratã

https://www.facebook.com/prefeituraubirata/videos/436786617140473/

Dentro da programação especial da semana de enfrentamento à violência sexual contra crianças e adolescentes, que relembra o dia “18 de maio”, data destinada para mobilizar, sensibilizar, informar e convocar toda a sociedade para participar da luta em defesa dos direitos sexuais das crianças e adolescentes, a Administração “Todos Juntos Rumo ao Futuro”, através da Secretaria de Assistência Social e o CREAS – Centro de Referência Especializado de Assistência Social, realizou uma palestra sobre “Como Prevenir Situações de Risco: Seja um Agente de Proteção, sua atitude pode transformar vidas”, ministrada pela Psicóloga e Professora Lucimaira Cabreira. O evento contou com a participação do prefeito Haroldo Fernandes Duarte – Baco, a secretária da Assistência Social, Eliane Omori Duarte – Makie, o presidente da Câmara Municipal, Rafael Bartz e a presidente do Conselho Tutelar Cristina Burger.

A palestra foi destinada as famílias e trabalhadores das políticas públicas, com o intuito de informar e sensibilizá-los sobre a identificação e prevenção de violências contra crianças e adolescentes, em especial sobre a violência sexual, em alusão ao 18 de maio.

Os eventos dessa semana são fundamentais para criar espaços de diálogo e informação sobre a violência sexual contra crianças e adolescentes, por dois grandes e importantes motivos: Primeiro, porque a violência sexual contra crianças e adolescentes é uma prática que infelizmente ainda acontece em todo o Brasil e também em nosso município. Segundo, para que o município enfrente e supere essa grave situação, é preciso conhecer muito bem o problema para então criar estratégias de enfrentamento.

Uma importante ferramenta para a prevenção dessa situação é justamente ofertar informações para as famílias, para que possam exercer sua função protetiva, propiciando relações seguras, capazes de proteger as crianças e adolescentes. E para isto é essencial um espaço de diálogo e informação para as famílias.

Comentários
Compartilhe!