Saúde 

Uma morte em Ubiratã: Dengue aumenta 20% na Comcam e registra 1.124 casos.

O momento é de preocupação e tensão entre as autoridades da Saúde e prefeitos da região, que vêm adotando uma série de medidas de enfrentamento.


De acordo com o boletim da dengue divulgado nessa terça-feira (16) pela Secretaria da Saúde do Paraná, a região registrou mais duas mortes pela doença: uma mulher de 83 anos, moradora de Ubiratã; e outra de 77 anos, de Barbosa Ferraz. A região já tinha sete óbitos pelo vírus.


O número de cidades em situação de epidemia também aumentou, agora são 12: Altamira do Paraná; Barbosa Ferraz; Campo Mourão; Engenheiro Beltrão; Goiorê; Iretama; Quinta do Sol; Peabiru; Rancho Alegre D`Oeste;
Roncador; Nova Cantu; e Juranda.


“A população não pode ficar preocupada apenas com o Coronavírus. Os números da dengue estão aí e são preocupantíssimos, a cada semana a situação só piora”, alertou a chefe de Vigilância Sanitária da 11ª Regional de Saúde de Campo Mourão, Alessandra Granado. Ela pede à população que continue a prevenção em casa eliminando criadouros do Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue.


Na região, os casos por municípios são: Barbosa Ferraz (1.275); Engenheiro Beltrão (985); Quinta do Sol (770); Peabiru (706); Juranda (703); Nova Cantu (578); Iretama (408); Ubiratã (291); Campo Mourão (231), mas a secretaria de saúde da cidade contabiliza 338 casos; Campina da Lagoa (224); Terra Boa (173); Goioerê (123); Fênix (53); Araruna (49); Roncador (43); Boa Esperança (23); Moreira Sales (22); Janiópolis (20); Mamborê (19); Quarto
Centenário (11); Rancho Alegre do Oeste (11); Corumbataí do Sul (: 10); Altamira do Paraná (9); Luiziana (5); e Farol (3).


De acordo com o boletim, no Paraná são 49 mortes. O Estado tem hoje 65.524 casos confirmados de dengue; 12.872 casos a mais que na semana anterior, que totalizava 52.652 confirmações. O aumento é de 24,45%. São
157.472 notificações no estado, registradas em 357 municípios. Mais 41 municípios estão em situação de alerta.

Fonte: Secretaria da Saúde do PR

Compartilhe!