Município de Campina da Lagoa decreta situação de emergência

Município de Campina da Lagoa decreta situação de emergência

A Prefeitura de Campina da Lagoa decretou estado de emergência e estabeleceu medidas emergenciais no enfrentamento ao coronavírus (Covid-19).

O município ainda não conta com nenhum caso suspeito ou confirmado da doença, mesmo assim, a administração municipal tomou as medidas para prevenir o risco de transmissão da Covid-19.

O decreto permite a Secretaria Municipal de Saúde a contratar médicos e enfermeiros, profissionais de saúde em geral, em caráter emergencial para o serviço municipal de saúde caso a demanda seja necessária.

Também foi autorizado a aquisição de medicamentos para tratamento de infectados caso necessários, bem como álcool em gel, máscaras, EPIs e demais insumos necessários ao combate da doença.

O documento permite a suspensão, a partir de sexta-feira (20), por prazo indeterminado, as aulas em Escolas, Centros Municipais de Educação Infantil, Creches, das redes de ensino pública e privada e filantrópica.

O decreto prevê que todos os estabelecimentos comerciais estão proibidos de permitirem aglomerações de pessoas e são obrigados a disponibilizar álcool em gel 70% na entrada do estabelecimento para uso dos clientes e aumentar frequência de higienização de superfícies.

Outro ponto a se destacar no decreto, é que a prefeitura recomenda que o acesso a velórios e sepultamos seja restrito apenas a familiares.

Aqueles que descumprirem as medidas estabelecidas no decreto, estará sujeito às penalidades administrativas, sem prejuízo de sanções criminais e ainda das penalidades previstas na Lei 13.979/20.

No Paraná, 14 pessoas estão infectadas com a Covid-19. O Estado também investiga outros 67 pacientes que foram classificados como suspeitos. Os dados são do último boletim divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde, na quarta-feira (18).

Clique aqui e confira o decreto na íntegra

Fonte: Catve