Cotidiano 

Campo Mourão confirma primeiro caso de Coronavírus

Campo Mourão registrou o primeiro caso positivo de Coronavíruas (Covid-19). É o que traz o novo boletim divulgado às 18h20 desta quarta-feira (25) pela prefeitura. A informação foi repassada à imprensa pelo prefeito Tauillo Tezelli (Cidadania) em live transmitida na página oficial da prefeitura, no Facebook. 

A paciente infectada é a professora universitária Elaíse Mara Ferreira Crepaldi, 63 anos, internada no hospital Santa Casa, desde a última quinta-feira (19). Ainda de acordo com o boletim, a cidade tem mais 7 casos suspeitos da doença, 10 descartados e ainda  50 pacientes são monitorados pelo município. 

De acordo com informações de familiares de Elaíse, ela esteve em viagem recentemente a Curitiba, na casa da filha, que esteve há alguns dias em São Paulo, epicentro da doença no Brasil. Familiares da professora estão em confinamento em casa .

Desde que foi hospitalizada, ela está recebendo tratamento em um leito isolado da UTI na Santa Casa.  “Ela está clinicamente estável”, explica a diretora administrativa do hospital, Lucineia Scheffer.

Para o tratamento da paciente, segundo Lucineia, foi montada uma segunda escala de UTI, com uma enfermeira, dois técnicos, um médico e a coordenação de terapia intensiva, formada por duas médicas. “Os profissionais se revezam nas escalas, pois não podem ficar em contato com outros ambientes. Todos nossos colaboradores foram treinados quanto aos procedimentos, que na verdade já são adotados para os demais casos de doenças infecto-contagiosas”, esclarece.

Ela explica que a professora foi entubada já no dia da internação e desde então, mesmo sem o resultado oficial dos exames laboratoriais, o tratamento já seguiu os protocolos para Covid-19. “A médica responsável pela coordenação da terapia tem conversado com familiares dela por telefone”, explica Lucineia, ao lembrar que desde a interação a paciente não recebeu visitas. Além disso, foram suspensas as visitas para todos os pacientes do hospital. 

O boletim da Secretaria Estadual de Saúde que trouxe o resultado positivo do exame da professora foi divulgado na quarta-feira (25).  Segundo a prefeitura, a cidade tem mais 7 casos suspeitos da doença, 10 descartados e ainda  50 pacientes monitorados pelo município, entre eles familiares da professora. 

Fonte: Tribuna do Interior

Compartilhe!