Fake News: Mensagens de cadastro de auxílio emergencial são falsas

Fake News: Mensagens de cadastro de auxílio emergencial são falsas

Mensagens falsas sobre a solicitação do auxílio emergencial do governo circulam por grupos de WhatsApp.

As mensagens trazem links para que supostamente o interessado acesse e veja se têm direito ao benefício, faça a solicitação e o desbloqueio de valores.

O alerta é para que as mensagens fraudulentas não sejam compartilhadas e que aqueles que as receberam não acessem links.

A Secretaria Especial do Desenvolvimento Social do Ministério da Cidadania esclareceu em portal o cadastro enviado é falso.

Abaixo seguem algumas orientações do governo a respeito do auxílio emergencial. A operacionalização de pagamento do benefício ainda está em definição.

Pelas regras contidas no projeto de auxílio emergencial aprovado pelo Congresso, os trabalhadores deverão cumprir alguns critérios, em conjunto, para ter direito benefício, como não ter emprego formal; não receber benefício previdenciário ou assistencial, seguro-desemprego ou de outro programa de transferência de renda federal, com exceção do Bolsa Família; ter renda familiar mensal per capita (por pessoa) de até meio salário mínimo (R$ 522,50) ou renda familiar mensal total (tudo o que a família recebe) de até três salários mínimos (R$ 3.135,00); e não ter recebido rendimentos tributáveis, no ano de 2018, acima de R$ 28.559,70.