Bolsonaro diz que Brasil receberá matéria-prima da Índia para hidroxicloroquina

Bolsonaro diz que Brasil receberá matéria-prima da Índia para hidroxicloroquina

O presidente da República, Jair Bolsonaro, fez pronunciamento em rede nacional na noite desta quarta-feira (8) e ressalta que objetivo principal do país é salvar vidas.

Ele se solidarizou as famílias que tiveram perdas, “nessa guerra que estamos enfrentando”, afirma.

Segundo o presidente cada país tem uma particularidade para enfrentar o problema e voltou a defender que no Brasil não é possível manter o desemprego.

“O desemprego também leva à pobreza, à fome, à miséria, enfim, à própria morte”, diz. “A grande maioria quer voltar a trabalhar”, cita em outro momento.

Dentre as medidas anunciadas pelo presidente, está o recebimento de matéria-prima da Índia até o sábado para continuar a produção de hidroxicloroquina para o tratamento de pacientes com coronavírus, bem como, malária, lúpus e artrite.

“Conversei com o doutor Roberto Kalil, cumprimentei-o pela honestidade e compromisso com o juramento de Hipócrates, ao assumir que não só usou a hidroxicloroquina, bem como a ministrou para dezenas de pacientes. Todos estão salvos”, comenta.

Bolsonaro lembrou haverá pagamento do auxílio emergencial de R$ 600 a partir desta quinta-feira (9) para trabalhadores informais, desempregados e microempreendedores.

Anunciou também ainda liberação de R$ 60 bilhões por parte da Caixa Econômica Federal para capital de giro de giro de microempresas e empresas de pequeno porte e construção civil. E ainda lembrou que a partir do mês de junho poderá ser feito saque de R$ 1.045 do FGTS.

O presidente diz que pretende entregar um Brasil muito melhor do qual encontrou em janeiro do ano passado, ao seu sucessor.

Ele finalizou o pronunciamento desejando uma Sexta-Feira Santa de reflexão e um feliz domingo de Páscoa.