Comcam: Chega a 10.862 casos confirmados de dengue e 13 mortes na região

Comcam: Chega a 10.862 casos confirmados de dengue e 13 mortes na região

Com 13 mortes em cinco municípios, a Comcam registrou da semana passada para cá 850 novos casos de dengue. Os números tiveram um salto de 10.012 para 10.862 casos. As notificações somam 20.471, segundo a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), em seu último “Boletim da Dengue”, divulgado nesta terça-feira (14). A forma mais eficaz de combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da doença, é evitar o acúmulo de lixos e água parada.

Segundo a Sesa, a doença causou a morte de 13 pessoas nas cidades de Barbosa Ferraz (7), Juranda (1), Nova Cantu (3), Peabiru (1), e Ubiratã (1). Na região, 15 municípios estão em epidemia, sendo Araruna; Altamira do Paraná; Barbosa Ferraz; Campo Mourão; Engenheiro Beltrão; Farol (que entrou nesta semana); Goioerê; Iretama; Quarto Centenário; Quinta do Sol; Peabiru; Rancho Alegre D`Oeste; Roncador; Nova Cantu; e Juranda.

As duas cidades com maior número de casos são Barbosa Ferraz com 1.371 e Engenheiro Beltrão, 1.156. Campo Mourão tem 639 casos. Os bairros com maior número de confirmações na cidade são o Cohapar, Vila Cândida, Novo Horizonte, Bandeirantes, Alvorada, Modelo e Vila Guarujá. “Assim como o Coronavírus, a dengue também mata. Nossos agentes estão encontrando larvas do mosquito todo dia, por isso insistimos para que a população, agora que está mais tempo em casa, não deixe água parada dos quintais”, argumenta o chefe do Departamento de Vigilância em Saúde, Carlos Bezerra. 

Segundo ele, o número de casos positivos não para de crescer apesar de todo o trabalho feito pela Saúde. Em razão da epidemia, o prefeito Tauillo Tezellli (Cidadania) decretou situação de calamidade pública por 90 dias. Bezerra explica ainda que o trabalho dos agentes de endemias é realizado diariamente, com a adoção de todos os cuidados preventivos para evitar a contaminação por Coronavírus. “Nossos agentes trabalham com máscaras e luvas, não estão assinando as fichinhas e estão orientados quanto à distância das pessoas ao entrarem nos quintais”, falou.

Os casos por município são: Barbosa Ferraz (1.371); Engenheiro Beltrão (1.156); Terra Boa (1.113); Peabiru (967); Juranda (887); Ubiratã (886); Quinta do Sol (804); Iretama (693); Campo Mourão (639); Nova Cantu (614); Campina da Lagoa (514); Goioerê (443); Fênix (200); Moreira Sales (160); Araruna (90); Roncador (58); Boa Esperança (50); Mamborê (43); Corumbataí do Sul (41); Altamira do Paraná (38); Quarto Centenário (30); Janiópolis (20); Rancho Alegre D’Oeste (20); Farol (14); e Luiziana (11).

No Paraná, os dados do boletim semanal apresentam 114.711 casos confirmados da doença no período, 12% a mais que o boletim anterior, que trazia como total 102.427. Em todas as 22 regionais de saúde já há casos confirmados. No total, 333 municípios registraram pessoas com a doença, isso representa 83% dos municípios paranaenses. A diferença entre o período anterior de 2018/2019 mostra incremento de 3.475%, ou seja, são 111.503 casos a mais em comparação ao mesmo período do ano passado. 31 municípios do Paraná estão em situação de alerta para a doença.

Fonte: Tribuna do Interior