Secretário de Saúde do Paraná reafirma pedido de isolamento social

Secretário de Saúde do Paraná reafirma pedido de isolamento social

O secretário de Estado de Saúde, Beto Preto, em entrevista ao jornal do Meio Dia da RPC nesta terça (21), reafirmou a necessidade de isolamento domiciliar para segurar o avanço de casos e mortes por covid-19 no Paraná. “Estamos tranquilos ainda no Paraná, porque as regras de isolamento vinham sendo cumpridas. Não há melhor medicamento para o coronavírus que o isolamento social. Nós ainda estamos atrás de equipamentos para preparar hospitais precisamos desse tempo. Peço que a população fique em casa“, disse o secretário. Segundo ele, 30% das Unidades de Tratamento Intensivo (UTIs) estão ocupadas com casos de covid-19, mas com o descumprimento das medidas de isolamento, esse número deve crescer rapidamente.

“O Paraná está numa situação tranquila em relação a outros estados, porque os paranaenses estavam seguindo as medidas. Tudo pode mudar rapidamente. Há uma falsa sensação de controle. Mas que qualquer deslize será o caos”, afirmou Beto Preto.

Há 40 dias, o Paraná registrava os primeiros seis casos, em 12 de março. De lá para agora a doença levou à morte 51 pessoas e no total 1007 moradores do estado têm o diagnóstico de Covid-19 confirmado laboratorialmente.

O secretário também descartou a volta das aulas, tanto na rede estadual quanto privada, nos próximos 30 dias: “O movimento de crianças, adolescentes e estudantes em escolas e universidades facilita demais a propagação do coronavírus. O próprio governador Ratinho Jr já disse que trabalha com o retorno das aulas presenciais no segundo semestre somente“.

Sobre a reabertura do comércio e atividades em cidades paranaenses como Ponta Grossa, Cascavel e Foz do Iguaçu, o secretário expressou preocupação, mas disse que a equipe de saúde vai monitorar a propagação do vírus: “Vamos analisar qual será a propagação e os números de infectados“.

Fonte: Bem Paraná