Detento de Ubiratã que morreu em Campo Mourão não detectou vírus do Covid-19 pelos Exames do Lacen

Detento de Ubiratã que morreu em Campo Mourão não detectou vírus do Covid-19 pelos Exames do Lacen

Um rapaz de 36 anos, que estava preso em Ubiratã, e tinha testado positivo no teste rápido para o novo coronavírus (Covid-19), morreu na madrugada desta terça-feira (19), após cinco dias internado na UTI-Covid do hospital Santa Casa, de Campo Mourão.

O paciente foi positivado para Covid-19 através de teste rápido realizado na Santa Casa.


Atualização: Segundo o Delegado de Polícia de Ubiratã, Ivo Vourvupulos Viana e a Secretaria de Saúde do Município, Cristiane Pantaleão, dois testes realizado pelo Laboratório Central do Estado (Lacen) deram negativo para covid-19 no paciente.

Confira a nota emitida pela Secretaria de Saúde de Ubiratã sobre o caso!

A reportagem da TRIBUNA apurou que ele deu entrada na Santa Casa de Campo Mourão na sexta-feira (15), com quadro de Acidente Vascular Cerebral (AVC), causado em decorrência de uma meningite bacteriana.

O homem foi encaminhado ao hospital pela Polícia Civil com queixa de febre, vômitos, cefaleia, e parestesia do lado direito, o que evoluiu para crise convulsiva, conforme consta no laudo médico da vítima, o qual a reportagem teve acesso.

Ele não tinha comorbidades. O detendo ficou internado na Santa Casa desde a última sexta-feira, e seu quadro se agravou nessa segunda-feira, evoluindo para óbito durante a madrugada de hoje.

Fonte: https://www.tribunadointerior.com.br/


Desempenho dos testes rápido para Covid-19

As conclusões apresentadas foram, no mínimo, decepcionantes. O Valor Preditivo Negativo (VPN), ou seja, a chance de que um resultado negativo reflita a realidade (os verdadeiros negativos entre os negativos do teste), foi de apenas 25%. Já o Valor Preditivo Positivo (VPP) – verdadeiro positivo entre os positivos do teste — demonstrou um melhor desempenho, de 86%. Uma outra avaliação está sendo realizada pelo Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde (INCQS).